28 de junho de 2017

Bebê de um ano é atacado e morto por pit bull dentro de casa

Uma criança de um ano foi atacada e morta por um cão da raça pit bull no quintal da casa da avó, na última sexta-feira, 23, em Fartura, interior de São Paulo.
Vizinhos presenciaram o ataque e mataram o animal, mas não conseguiram salvar o bebê. Ele foi retirado ainda com vida da boca do cão e levado para a Santa Casa da cidade por uma unidade do Serviço Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas já chegou sem vida.
De acordo com a Polícia Civil, os pais da criança estavam no trabalho e tinham deixado o bebê sob os cuidados da avó, Maria Aparecida Lobato, de 48 anos. A mulher foi ao quintal recolher a roupa estendida no varal e deixou a porta da sala aberta. A criança, que tinha começado a andar, saiu e se aproximou do cachorro, quando foi atacada. O pit bull abocanhou a cabeça do menino.
A mulher contou à polícia que o animal fora adotado havia cinco dias por um tio da criança. Vizinhos disseram que o pit bull já tinha atacado outra pessoa, dias antes.
O corpo do menino passou por perícia no Instituto Médico Legal (IML) de Avaré e foi sepultado neste sábado (24) no Cemitério Municipal de Fartura. A polícia investiga em inquérito se houve negligência na guarda do animal.(diario7)


Jovem mata o irmão, se mata e deixa carta no Facebook para os pais

Uma tragédia foi registrada em uma família do bairro Liberdade, no Barreiro, em Belo Horizonte (MG), na manhã desta terça-feira (27). Uma jovem de 25 anos matou o irmão de 19 anos, que era portador de necessidades especiais, e depois se matou. A jovem ainda deixou um bilhete para os pais em seu perfil do Facebook, dizendo que ela e o irmão não tinham futuro.
De acordo com a Polícia Militar, o pai foi chamar a filha Juliana Cristina de Andrade, 25 anos, por volta das 5 da manhã para ela ir para o trabalho, quando a  encontrou já morta com um cinto amarrado ao pescoço na cabeceira da cama. O homem tirou o cinto da filha e tentou reanimá-la, porém sem sucesso.
Quando a mãe da jovem chegou ao quarto ela pegou o celular da filha para acionar o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), e para sua surpresa quando desbloqueou o aparelho, ela encontrou o Facebook aberto  o recado: Pai, mãe, perdão. Não consigo. Não adianta fingir. Eu e o Matheus (irmão) não temos futuro. Só um último pedido. Não nos enterre em Monlevade, pelo amor de Deus. Amo vocês”.
Assustados com o bilhete, o casal correu até o quarto do filho mais novo Matheus Henrique Andrade, 19, e se depararam com o rapaz  também morto. Eles encontram o rapaz deitado com as mãos no rosto e a boca bastante ensanguentada.
A perícia da Polícia Civil constatou que o jovem foi assassinado. A vítima tinha uma marca roxa no pescoço, aparentemente de enforcamento.
O pai contou aos policiais que a meninas estava sofrendo problemas psicológicos por causa de uma desilusão amorosa, mas que nos últimos dias ela estava tranquila.
Os corpos dos  jovens foram encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML) de Belo Horizonte. A Polícia Civil vai investigar o caso.(diario7)

Gato morre após ser queimado vivo e caso gera revolta nas redes sociais; Força Animal pede ajuda

Uma atrocidade revoltou os moradores do bairro Campo Pequeno, em Colombo, na região metropolitana de Curitiba, e viralizou nas redes sociais no último fim de semana. Um gatinho que seria de rua morreu após ser queimado vivo por um homem que havia acabado de voltar de um culto na igreja no último domingo (25).
Segundo o grupo Força Animal, que resgatou e tentou salvar o bichinho, o agressor jogou querosene e ateou fogo no gato porque ele “estava estragando a sua horta”. Uma vizinha viu toda a ação, discutiu com o homem e conseguiu apagar as chamas. Ela tirou fotos do crime e pediu ajuda. A polícia foi acionada, mas, ao chegar no local, alegou não poder fazer nada pois não havia flagrante.
“O animal agonizava. Nós o recolhemos mesmo sem poder. Ele foi socorrido ao Garra Hospital Veterinário e internado em tratamento intensivo imediatamente. O gatinho estava com muita dor e cansado. O dr Elgio João Presotto nos atendeu brilhantemente como sempre, visivelmente abalado, pelo cheiro de queimado misturado com querosene e nossas lágrimas”, diz o relato do grupo Força Animal na sua página no Facebook.
O veterinário fez tudo o que podia, mas o gatinho sofreu uma parada cardiorrespiratória, decorrente da fumaça que inalou e do choque, e acabou morrendo. Agora, nas redes sociais, o grupo pede doações para pagar a necropsia, que deve comprovar a agressão. “Sem isso, não teremos como confirmar esta monstruosidade e tentar punir este monstro que, segundo o que nos passaram, já fez isso outras vezes”, completou a Força Animal.
Além disso, o grupo também precisa quitar as contas do hospital veterinário, que ficaram em R$ 650. “Não tenho palavras para descrever o que estamos sentindo. Depois de tudo isso, só queríamos dar a melhor vida que o gatinho poderia ter, mas ele não aguentou tamanha crueldade”, finalizou o post.
A Força Animal vai reunir o laudo da necropsia, todas as fotos e testemunhas para levar até a Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente para punir o agressor.(bandaB)

WhatsApp confirma recurso que irá permitir apagar mensagens já enviadas

Função muito aguardada por usuários do WhatsApp, o “Anular” mensagens está próximo de ser lançado. É o que garante o perfil @WABetaInfo, que costuma antecipar no Twitter os testes feitos no aplicativo, em mensagem publicada na noite desta segunda-feira. Atualmente, depois de enviada, você apenas consegue apagar a mensagem no próprio celular.
O recurso chegou a aparecer na sessão FAQ da empresa, que já adiantou que algumas regras estarão junto com o recurso. Por exemplo, você só pode anular uma mensagem até cinco minutos após seu envio. Depois desse tempo, nada poderá ser feito.
Após anular a mensagem, você também será “denunciado” pelo aplicativo, já que outros usuários de grupos ou de conversas privadas saberão que algo foi apagado.
As atualizações para celulares Android, IOS e Windows Phone devem começar nos próximos dias.(bandaB)

Tombamento de caminhão na 376 deixa motorista morto e pista interditada

Um motorista de um caminhão carregado com produtos diversos tombou no início da manhã desta quarta-feira (28) no KM 638 da BR-376, em Tijucas do Sul, região metropolitana de Curitiba. O condutor acabou morrendo no local, depois de perder sozinho o controle do veículo.
Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), para o atendimento ao acidente foi necessário a interdição total da pista sentido Curitiba, que começou a ser liberada por volta das 8h30. Ainda de acordo com a PRF, o motorista do caminhão, com placas de Santa Catarina, pode ter dormido ao volante.

O corpo do motorista, não identificado foi encaminhado ao Instituto Médico Legal de Curitiba (IML).(bandaB)

Com carro roubado, adolescente bate contra caminhão e polícia encontra corpo escondido no porta-malas

Dirigindo um carro roubado, um adolescente foi apreendido na tarde desta terça-feira (27) após bater contra um caminhão na Estrada da Ribeira, em Colombo, na região metropolitana de Curitiba. Ele fugia de viaturas da Polícia Militar e chegou a trocar tiros com as viaturas quando o acidente aconteceu. Ao se realizar a vistoria do veículo, outra surpresa: um corpo estava escondido no porta-malas.
O veículo havia sido roubado horas antes, em frente a uma escola do bairro Roça Grande. O adolescente envolvido nega participação no crime e garante que havia pegado o carro no Contorno Norte para abandonar em outro lugar.
À Banda B, o dono do veículo contou que a esposa aguardava a saída do filho quando foi abordada por dois bandidos. “Como estavam armados, entraram no carro e fugiram com todos os pertences. O colégio ajudou minha esposa, acionou a PM e a busca começou. Agora as coisas terminaram assim, com o acidente”, explicou.
Não há informações até o momento sobre quem seria a vítima fatal encontrada no porta-malas do veículo. Com dois disparos na nuca, o corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML).
A Delegacia de Colombo investiga o caso.(bandaB)


26 de junho de 2017

Homem invade palco, derruba Simaria e leva soco de Simone

Simone e Simaria se apresentaram em Amargosa (BA) no último domingo, 25, mas o show foi interrompido por alguns minutos quando um homem subiu no palco e derrubou Simaria. Imediatamente, Simone o seguiu e deu um soco nele. Os seguranças conseguiram segurar o homem, que foi levado para fora do palco.
A música continuou por alguns segundos, até que Simone pediu para parar. "Rapaz, vocês vão me perdoar mas, na hora que eu vi o cara derrubar minha irmã no chão, eu meti a porrada mesmo. Quem tem irmão sabe que eu dou minha vida pela minha irmã. E numa situação dessa, o meu instinto de irmã falou mais alto, eu não podia ver uma situação dessas. Que coisa absurda!", disse Simone.
O show estava sendo transmitido ao vivo pelo canal TVE, da Bahia. Em poucas horas, o vídeo do momento em que o fã invade o palco começou a circular nas redes sociais. "Ralou meu joelho, me machuquei de verdade mesmo. Mas isso vai servir de lição para muita gente. Não precisa fazer esse tipo de loucura, essas palhaçadas, a gente tem que esperar o momento certo. Numa dessas, pode machucar o artista de verdade, para valer. É melhor ficar com um cartaz, fazendo gesto, chora, grita, esperneia, porque, de alguma maneira, a gente vai notar a presença de vocês, mas fazer isso não é certo. Machuca, é falta de respeito, não façam isso", completou Simaria.(massanews)

Homem é preso transportando 1,6 mil quilos de maconha em caminhão

Um homem de 34 anos foi preso no domingo (25) com cerca de 1.600 quilos de maconha escondidas em um fundo falso de um caminhão, na cidade de Sarandi, no Paraná (PR). O motorista foi detido em flagrante pela Polícia Federal.
A equipe realizou a abordagem do homem em um posto de combustível, onde ele faria o descarregamento de milho. Ao ser questionado pela equipe, o motorista assumiu que transportava o entorpecente. A polícia contou com o apoio do Canil de Choque do 4º Batalhão de Polícia Militar, que localizou o entorpecente escondido no assoalho do caminhão.
A droga estava distribuída em centenas de tabletes com anotações em espanhol, o que indica que a maconha era de origem estrangeira.(tnonline)

Bebê supostamente agredido pelo pai tem piora no quadro de saúde

O bebê de apenas seis meses que teria sido agredido pelo próprio pai teve piora no quadro de saúde. O caso aconteceu em Ponta Grossa, e a criança deu entrada no hospital na quarta-feira (21). O pai foi detido após depoimento da mãe que afirmou presenciar momentos de agressividade dele contra o filho.

De acordo com o Hospital Regional Universitário dos Campos Gerais, o bebê teve uma piora nas últimas 24 horas e permanece na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Ele precisou ser sedado e respira com ajuda de aparelhos.

Pai e mãe da criança prestaram depoimento na sexta-feira (24) e a mulher afirmou ter visto o marido chacoalhando a criança. Ela também relatou que algumas vezes o homem agia com agressividade. Ele foi preso por tortura e nega qualquer acusação. Em sua versão, o pai diz que o bebê teria se machucado por conta da cadeirinha usada no veículo. 

O caso - Na última quarta-feira (21) os pais levaram a criança ao hospital alegando que ele estaria com sintomas de gripe. Durante exames foi constatado fraturas no crânio, nas costelas e uma lesão no braço, que possivelmente seria uma mordida. 

Antes disso, a criança já tinha sido internada outras duas vezes em menos de um mês. Em uma das situações ela apresentava uma fratura no fêmur e em outra diversos hematomas pelo corpo.

O caso segue em investigação comandada pela Polícia Civil e o Conselho Tutelar deve encaminhar pela segunda vez um pedido de medida protetiva ao Ministério Público.(tnonline)



24 de junho de 2017

Com ajuda de helicóptero, polícia continua buscas por menino que teria caído em rio

Bombeiros e policiais do Serviço de Investigação de Crianças Desaparecidas (Sidride) seguem, nesta sexta-feira (23), as buscas no Rio Ribeira pelo garoto Brayan Raab Fonseca, de dois anos, que sumiu em Cerro Azul, na região metropolitana de Curitiba. Uma aeronave do Grupamento de Operações Aéreas (GOA) auxilia a procura pela criança.
Brayan desapareceu na manhã de segunda-feira (19), quando brincava na área externa do sítio onde mora, na localidade de Freguesia. A principal hipótese dá conta de que ele caiu no rio, que fica bem próximo da residência da família.

Por enquanto, não há pistas sobre o paradeiro do menino. “Infelizmente, até o momento, nós não temos novidades. Hoje outra equipe está fazendo o acompanhamento, com a ajuda de uma aeronave da Polícia Civil”, contou o agente Bonfim, do grupo de Bombeiros Comunitários, em entrevista à Banda B.

Segundo ele, na teoria de que Brayan realmente tenha caído no rio, é difícil encontrar indícios do paradeiro da criança. “O modo como o nosso corpo se comporta varia bastante de acordo com a temperatura da água e a correnteza. Outros fatores também são determinantes, como a possibilidade de ele ter ficado preso em uma rocha ou galho. Dependendo, ele pode começar a boiar no período de dois a três dias, ou de cinco a seis”, completou.

O delegado Renato Coelho, responsável pelas buscas, afirmou que, caso a equipe não tenha sucesso em encontrar o menino hoje, o trabalho será retomado amanhã. “Desde ontem nós estamos procurando pelo garoto, em cerca de 10 km de extensão no rio, partindo do ponto de onde ele teria caído”, finalizou.

Qualquer informação sobre o paradeiro de Brayan pode ser repassada para o Sicride por meio do telefone (41) 3224-6822.(bandaB)